Luzes e vasos – Sefirot: O esquema dos mundos

Este esquema está baseado no Sha’ar HaGilgulim, livro de autoria do rabino Isaac Luria-Chaim Vital, de acordo com a tradução do rabino Joseph Salton.

Estas são as Sefirot ספירות, a Árvore das Vidas עץ חיים, o corpo do Homem Antigo que inclui em si 5 mundos sendo eles:

  • Adam a-Ḳadmon אדם קדמון (Homem Primordial) correspondente à sefira (esfera, contagem) Kether כתר.

  • Atziluth אצילות (Mundo da Emanação) correspondente à sefira Chochmah חכמה.

  • Briah בריאה (Mundo da Criação) correspondente à sefira Binah בינה.

  • Ietzirah יצירה (Mundo da Formação) correspondente às sefirot Chesed חסד, Gevurah גבורה, Tipheret תפארת, Netzach נצח, Hod הוד e Yesod יסוד.

  • Assiah עשיה (Mundo da Ação) correspondente à sefira Malchut מלכות.

Cada nível é chamado aqui de “Luz”, e cada mundo (receptáculo para as luzes) de “Vaso”. O nível mais baixo de Luz é chamado Nefesh נפש e reside no reino de Malchut que pertence ao mundo de Assiah-ação. Após esse nível de alma, o próximo banha o mundo de Ietzirah-formação, residindo nas sefirot que reunidas são conhecidas como Zeir Anpin זעיר אנפין (A Face pequena/Revelada) e essa luz é chamada Ruach רוח. E, a seguir, a Neshamah נשמה do reino de Binah no mundo de Briah-criação. E então, Chaya חיה de Chochmah de Atziluth, e por fim, Iehidah יחידה de Kether de Arich Anpin. As  cinco luzes reunidas são chamadas pelo acrônimo NaRaNChaI נרנח’י.

Como Zeir Anpin é a Face Curta/Aspecto-revelado, Arich Anpin אריך אנפין é a Face Longa/Aspecto-não-revelado da estrutura da Árvore, e corresponde à Kether. Ainda que estas sejam já uma divisão, dentro desses mundos e esses reinos há as suas próprias configurações chamadas Partsuf פרצוף (plural Partsufim פרצופים), sendo nesta ordem do mais alto ao mais baixo: Arich Anpin, Aba (Pai), Ima (Mãe), Zachar (Macho), Nucvah (Noiva/Fêmea), sendo Aba correspondente à Chochmah, Ima à Bina, Zachar ao Zeir Anpin e Nucvah à Malchut.

Pela dinâmica dos vasos e das luzes, entende-se que o mundo (vaso) de Adam a-Kadmon obedece à característica de revelar, seu desejo recai sobre as sefirot alimentando-as, como está esclarecido na tabela 3 do Sha’ar HaGilgulim. Sobre o vaso de Atziluth, onde reside a luz de Chaya obedece o desejo de compartilhar para compartilhar, e sobre Briah morada da Neshamah, o desejo de receber para compartilhar. E ainda, o mundo de Ietzirah, cuja luz é o Ruach, recai a característica de compartilhar para receber, sendo o último, então, no mundo as ações, a luz da Nefesh, a alma animal, no reino de Malchut, o desejo de receber para receber. E creio assim estar explicada a tabela.

Malchut é a fêmea, Zeir Anpin o macho. Para melhor entendimento, consultar o livro em questão.

Compartilhe :

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!